miro e migo

Miro e Migo são processos do ciclo de compras e trocas de mercadorias, bem como de entradas de notas fiscais de uma empresa. Especificamente, dizem respeito às tarefas relacionadas ao ERP SAP.

No entanto, embora sejam de grande importância, os dois processos ainda levantam dúvidas em muitos profissionais.

Na verdade, o sistema da SAP apresenta uma gama de siglas e termos técnicos complicados. E isso acontece muito em razão da origem da ferramenta, que é alemã.

Se você já usa o ERP SAP e ou está pensando em se tornar um cliente SAP, é preciso superar essas dúvidas e questionamentos. Pensando nisso, preparamos este artigo especial explicando os pontos mais importantes sobre o Miro e Migo. Continue com a gente e confira!

O que é “Miro e Migo”?

Como mencionado, o SAP é um software de origem alemã. A própria sigla é abreviação de uma palavra alemã: “Systeme, Anwendungen und Produkte in der Datenverarbeitung” (“Sistemas, Aplicativos e Produtos para Processamento de Dados”, em português).

Em razão disso, muitos termos utilizados na ferramenta são um pouco confuso para alguns profissionais.  Confira, abaixo, os significados de Miro e Migo.

Miro

O Miro é um código no SAP muito importante para o setor de controle financeiro e fiscal de uma empresa. Basicamente, é utilizado na verificação e confirmação de faturas.

Ele é um processo seguinte ao Migo. Após a fatura física do fornecedor passar pela verificação e contagem, os dados pertinentes são inseridos no sistema SAP, realizando o Miro. Com isso, a empresa confirma o seu compromisso de pagamento da fatura.

Migo

O Migo diz respeito ao processo SAP de recebimento de material para a verificação do fluxo de entrada no estoque. Ele é essencial para a contabilidade e para o financeiro. Pois, é a partir dele que são gerados os documentos para o pagamento de fornecedores.

Ou seja, ele está relacionado às atividades de movimentação de mercadorias, como entradas de itens do fornecedor, devolução de mercadorias ao fornecedor, etc.

Vale a pena se preocupar com isso?

A preocupação com esses dois processos SAP deve ser constante. Como explicado, a execução deles não influencia apenas os setores de estoque e recebimento. Os departamentos financeiros e contabilidade são impactados diretamente pela realização do Miro e Migo.

Caso ocorram falhas nessas operações, a entrada de notas fiscais fica comprometida e, por consequência, o controle fiscal da empresa. O monitoramento sobre a eficiência dessas funções SAP precisa ser constante.

Criamos uma planilha simples para você avaliar os itens mais importantes na hora de contratar uma Solução Fiscal. Acesse aqui!

Quais as opções para melhorar o processo?

Se o processo de recebimento de notas do SAP (Migo e Miro) for um desafio na sua empresa, é preciso buscar opções para otimizar a operação.

Nesse caso, não há como ser negligente ou “inventar” algo novo. Somente a implementação de uma solução fiscal especialista integrada como o seu ERP pode tranquilizar a situação. O sistema deve contar com funções que contemplem diferentes etapas da operação, por exemplo:

  • integração com outros softwares e captura automática de arquivos XMLs;
  • módulos de validação da DANFEs diretamente no SEFAZ;
  • automatização do Miro.

Quais os desafios para o TI e para o Fiscal da sua empresa?

O SAP é uma ferramenta de alta customização, porém, com alto custo para manter. Na prática, o sistema pode ser adequado para atender a necessidade do usuário, sendo personalizado para entregar bons resultados de acordo com o segmento do negócio.

Mas sem uma equipe de TI preparada e um bom orçamento, o que deveria ser uma vantagem pode ser tornar uma dificuldade ou grande desafio.

Por funcionar através de módulos, o usuário precisa decidir quais módulos são necessários na sua versão da ferramenta. É exatamente nesse ponto que os departamentos de TI e Fiscal se tornam fundamentais.

Embora as questões técnicas do sistema sejam inerentes aos profissionais de tecnologia, como vimos, uma falha nos processos Miro e Migo refletem diretamente no setor fiscal e faturamento.

Por isso, é preciso que o departamento fiscal repasse as suas necessidades para que o setor de TI que, por sua vez, indicará quais módulos e funcionalidades são essenciais para o sistema SAP do negócio.

Enfim, esse foi o nosso resumo sobre o Miro e Migo do sistema SAP. Confundir ou não entender o funcionamento e a importância desses processos podem trazer grandes complicações para o seu negócio, principalmente, nos quesitos financeiros e fiscais.

 

Então, não se arrisque, analise as necessidades da sua empresa e implemente uma solução que facilite o controle de mercadorias e notas fiscais do seu negócio. Não deixe de acessar o nosso conteúdo que fala também sobre a SAP: Oracle ERP Cloud e ERP SAP S/4HANA Public Cloud: as novidades das gigantes !

Please follow and like us:
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu