Plataforma esocial

A plataforma eSocial já recebeu o cadastro de 24 milhões de trabalhadores brasileiros. O número equivale a mais da metade da expectativa criada pelo governo, que é de 46 milhões. As informações foram divulgadas pela Receita Federal.

Instituído pelo Decreto nº 8373/2014, o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) chegou com o objetivo de unificar a entrega das informações dos trabalhadores brasileiros. Ao todo, 15 obrigações acessórias serão substituídas pela nova plataforma.

Antes da implantação da plataforma eSocial, as empresas sofriam com a alta burocracia de papéis e sistemas diferentes para realizar adequadamente a entrega de informações relacionadas à folha de pagamento, FGTS, acidente de trabalho, férias, entre outros assuntos.

Como funciona o cadastro na plataforma eSocial

Para facilitar o cadastramento das informações sem sobrecarregar o sistema, o governo dividiu as empresas brasileiras em grupos, determinando datas e prazos para o acesso à plataforma.

O Grupo 1, que reúne as empresas brasileiras de grande porte, com faturamento superior a R$ 78 milhões anuais, iniciou o cadastro das informações na plataforma eSocial em janeiro de 2018. As 13 mil grandes empresas, que reúnem um total de 11,5 milhões de trabalhadores, já completaram o processo de migração para o novo sistema.

O Grupo 2, composto por empresas de médio porte não optantes do Simples e com faturamento anual que varia de R$ 4,8 milhões a R$ 78 milhões, passou a acessar a plataforma eSocial em julho de 2018.

Em janeiro deste ano ingressou na plataforma o Grupo 3. Este é composto por micro e pequenas empresas optantes do Simples Nacional, MEI que possua empregado, empregadores pessoa física (exceto doméstico), produtor rural PF e entidades sem fins lucrativos.

Há ainda o Grupo 4, que engloba o setor público e, de acordo com o cronograma, deve iniciar o acesso ao sistema apenas em 2020.

Como enviar os dados para a plataforma eSocial?

Cada empresa adota seus próprios processos para tornar a rotina de seus funcionários mais efetiva e se manter sempre em dia com o Fisco. E, diante de tantas informações, a tecnologia passou a um importante suporte para as organizações, que adotam ferramentas automatizadas para organizar os dados de todos os departamentos e enviá-los corretamente aos órgãos competentes.

Se a sua empresa ainda não possui um sistema que permita compilar corretamente os dados que serão enviados para a plataforma eSocial e está em busca de boas soluções no mercado, venha fazer uma consultoria com a Compliance Fiscal.

Além de contar com profissionais altamente capacitados, a empresa é referência Oracle no Brasil e desenvolveu uma plataforma com tecnologia 100% web, inteligência fiscal nativa e que pode ser integrada ao ERP da sua empresa.

A solução fiscal auxilia nas atividades relacionadas à automação de processos, cumprimento das mais diferentes obrigações fiscais e mensageria, e se encarrega de realizar as atualizações legislativas, a segurança de dados e a automatização dos documentos fiscais.

Vale lembrar que a plataforma fiscal da Compliance pode ser integrada com os mais diversos sistemas de gestão, entre eles Oracle EBS (certificação OVI), Oracle JD Edwards, Oracle PeopleSoft, SAP, Microsoft Dynamics, INFOR, TOTVS e sistemas legados.

Para conhecer melhor a solução oferecida pela Compliance Fiscal, deixe sua mensagem nos comentários ou clique aqui para entrar em contato conosco.

Please follow and like us:
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu