Software fiscalHá algum tempo, ter um software fiscal para gerar as obrigações era sinônimo de ser vanguardista em tecnologia e estar à frente das mudanças governamentais. E não era só uma questão de automatização, mas também de garantir conformidade nas entregas de forma correta.

Depois teve o “boom” do projeto Sped para as empresas do segmento, gerando demanda para quem não estava tão atento assim às mudanças e automações. A qualidade dos softwares fiscais nem era tão relevante, o mais importante mesmo era atrair quem tinha capacidade de atender a esta demanda, consolidando empresas com seus softwares quase sempre “cliente-servidor” utilizando a tecnologia que estava na mão à época.

A partir deste momento, “comoditizou-se” o mercado que sempre foi defasado tecnologicamente, principalmente por conta das mudanças constantes do ambiente governamental, que não permitia investimentos em atualizações constantes ou inovações das plataformas (cliente-servidor).

Isso porque os apelos apresentados eram sempre com o intuito de cumprir com os requisitos do governo, sem diferenciais e nenhuma, ou muito pouca, inteligência fiscal.

Hoje, o novo mercado apresenta basicamente quatro novas necessidades:

1) Cumprir a “commoditie” de gerar as obrigações.

2) Aumentar as validações a ponto de diminuir a exposição ao voraz fisco por receitas em autuações.

3) Diminuir e securitizar as trocas de informações, traduzido em interfaces.

4) Criar plataformas 100% web de verdade, sem “clouds emuladas”, sendo as soluções cliente-servidor emuladas.

Novos entrantes oferecendo conformidade e inovação neste mercado, até então desconhecido, passaram a integrar o cenário nacional oferecendo software por assinatura.

Essa prática modernizou as soluções pretendidas e melhorou a conformidade das informações entregues, reduzindo significativamente o risco empresarial de seus clientes.

Com o volume de dados gerados e auditados pela inteligência do governo sua empresa garante internamente a qualidade de todas as informações sem um software como esse?

Você, como gestor fiscal/contábil ou de TI, garante cada uma manualmente?

Se a resposta para uma das duas perguntas acima for “não”, está na hora de conhecer uma nova plataforma fiscal que está transformando o dia a dia das empresas, e propor este tipo de mudança. E quer saber o melhor? Ainda reduz custos.

A Compliance Fiscal é uma empresa brasileira, referência Oracle, que desenvolveu uma solução única com tecnologia 100% web, inteligência fiscal nativa e totalmente integrada ao Oracle ERP Cloud.

Por meio da solução batizada de Compliance Fiscal, sua empresa realiza todas as atividades relacionadas à mensageria, automação dos processos e cumprimento das mais diversas obrigações fiscais.

A ferramenta da Compliance Fiscal se encarrega de automatizar a recepção dos documentos fiscais e fazer as atualizações legislativas e segurança de dados.

Vale lembrar também que a solução desenvolvida pela Compliance Fiscal possui integração validada pela Oracle e pode ser integrada aos principais sistemas de gestão de mercado, como Oracle EBS (certificação OVI), Oracle JD Edwards, Oracle PeopleSoft, SAP, Microsoft Dynamics, INFOR, TOTVS e sistemas legados.

Para conhecer melhor o nosso software fiscal e todas as nossas soluções, deixe sua mensagem nos comentários ou clique aqui e entre em contato com a gente.

Leandro Marçal, diretor comercial da Compliance Fiscal.

Please follow and like us:
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu